sexta-feira, 16 de abril de 2010

Na quietude do silêncio encontro minha paz.

Andei em busca do nada,

vaguei caminhos que não foram percorridos.

Só me encontrei em minha própria existência.

Meu "eu" ainda jovem, quase uma criança...

mas repleta de vida... a vida que eu supunha não existir.

Aos poucos os caminhos vão se definindo à minha frente,

basta querer trilhar; para mudar definitivamente

esse caminhar solitário.




Beijos aos amigos fiéis que se importam realmente comigo.
Aos que sentiram minha ausência ( muito bem aproveitada em férias merecidas)rsrsrs
A vampira Laysha curva-se diante daqueles que acreditam em suas palavras...
que entendem o significado de cada linha, as vezes mal traçadas pelo destino
e pelas mãos cansadas.
Obrigado à todos pela amizade.... dependo dela pra viver!

4 comentários:

  1. Querida Laysha, muito bom lê-la novamente.
    E tens toda razão.
    Os caminhos estão sempre se definindo, e nos cabe o direito de optar qual caminho trilhar.
    Mas que nesta escolha a caminhada não mais se faça solitária.

    Beijos!! E seja muito bem-vinda novamente!

    ResponderExcluir
  2. Olá minha querida amiga!
    Bom voltar aqui...
    hj vc falou do silêncio...
    sabe q muitas vezes o silencio é o meu melhor companheiro, meu melhor amigo, com ele posso pensar, e repensar em todas as coisas q faço e que ainda pretendo fazer... e eu ando com uns pensamentos estranhos, que me dão medo! ai ai
    Beijão minha querida
    E ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  3. estava fazendo falta, e as férias fizeram bem mesmo voltou inspirada o poema é muito bom , e fico feliz ao ver que vc está......muito feliz.

    bjs , boa semana

    ResponderExcluir